Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Hugo Mendes Lisboa Branco 2017 - O Lote

Com algum atraso aqui fica o relato do lote do vinho. Afinal, é isto que vos interessa não é?

Muito bem. Tal como disse, em 2017 vi-me forçado a fermentar as duas castas em conjunto. A verdade é que gostei muito. O arinto, apanhado no pleno da acidez veio dar alguma solidez ao lote. Não vos quero aborrecer com detalhes, mas um dos pontos que me chateou no 2016 foi o facto da acidez do Fernão Pires ter caído muito na fermentação. Muito mais do que esperava. Este lote forçado mostrou-se uma óptima solução na tamponização  da acidez total. Também deve ter ajudado bastante o facto de ter usado apenas o mosto não prensado, logo, menos potássio para se combinar e fazer decrescer a acidez. Pronto... já vos aborreci!

Chego ao momento de lotear e reparo que o vinho que se encontra na madeira tem uma boa integração. Por outro lado revelou os aromas, puxando-os mais para a fruta ácida (pêras e maçãs verdes à mistura com alguns citrinos e um ligeiro ananás). Como sabem, fujo das flores como o diabo…

Mensagens mais recentes

Prémios "os melhores do ano 2017" para a Revista de Vinhos

O Cabaz de Natal da Venda do Mendes

Hugo Mendes Lisboa Branco 2017

Pré-Venda do Hugo Mendes LISBOA 2017 - ABERTA

O poder da ilusão... outra vez!

Underdog - Notas arqueológicas

Underdog - O desfio contra a hipocrisia

Underdog, o rótulo vencedor. Finalmente.

Hugo Mendes Lisboa 2016 na revista Paixão pelo Vinho

Ofereça vinho a um amigo!