28 de junho de 2011

O XIX Governo Constitucional.

A composição deste novo governo deixa-me com um sorriso pateta estampado na cara. Não porque conheça o trabalho dos “escolhidos” mas pelo espírito de renovação que se antevê. Confesso abertamente que estou esperançado. Estou orgulhoso de no nosso país se ter ousado construir um governo com tamanha quantidade de pessoas sem experiência política (como se o contrário fosse sinónimo de alguma coisa boa), com tenra idade e muitos deles, com pensamento escrito. Regozijo ainda pela quantidade de independentes e pela mudança de atitude, mais em conformidade com a realidade nacional. Fico com a ideia de que este executivo foi, de facto construído para o trabalho e não para agradar o partido.
A nossa ministra [agricultura] é mulher. Só por isso é uma excelente notícia. São por sistema, mais competentes nos cargos de gestão que os homens. São, normalmente mais focadas e, se atendermos ao percurso desta em especial, ficamos com a impressão de que não anda aqui para perder tempo. Já é tempo disso!
Dos seus secretários de estado só sei que pelo menos um é defensor dos produtos tradicionais, o que não deixa de ser um bom presságio.
É certo que não entendo nada de política. É certo que as tricas e intrigas me passam ao lado. É certo que muitos de vós, bem mais avalizados nestas questões acharão esta minha declaração tola, mas, eu sou um cidadão simples, as mudanças trazem-me novos alentos. Trazem-me esperança. E se forem como esta, por”malta” nova, com vontade de fazer coisas e com as ideias comprometidas, ainda melhor!
Muito e bom trabalho é somente o que espero deles.

Sem comentários: