8 de dezembro de 2011

Guía del Turismo del Vino en España





 
Comprei este guia numas férias em Marbella, se não me engano. Como vingança daquela viagem interminável, não olhei a meios e dei sem hesitar os 24€ que me pediu a menina da Fnac – Aborreceu-me o facto de não me aceitarem o cartão de pontos. Ora bolas!
Achei a ideia genial, de tão simples que é. Trata-se de um guia, como qualquer outro de viagens, muito ao género dos que uso da American Express. Este tem a particularidade de ser inteiramente dedicado à temática vínica.
Tal como poderão ver nas imagens do índice, está, quanto a mim muito bem elaborado. De uma forma muito inteligente e completa. Não contentes com isso ainda nos oferecem em acoplado um guia de hotéis do vinho! pelos vistos, se está nas bancas a edição 2012, é porque tem tido algum sucesso, pelo menos.
Penso que algo deste género feito sobre Portugal e os vinhos Portugueses seria fantástico. Para além do efeito “simples” de guia, – se é que um calhamaço com 800 páginas pode ser apelidado de simples - pode também ser usado como um precioso elemento de estudo dos vinhos de um pais, já que são relatadas as histórias das D.O. e pormenores sobre os produtores e marcas que aqui estão representadas.
Fico com a impressão de que é um trabalho resultante do esforço conjunto e não de uma deliberação de organismo público (mas impressão não pressupõe certeza!).
Um bom exemplo que os produtores Portugueses e as instituições interprofissionais deveriam copiar.
E pronto! O que podemos pedir mais? Que nos paguem as viagens não?
Essa é boa!


Sem comentários: