1 de fevereiro de 2012

Controlo de Qualidade dos Vinhos

Pecador me confesso!
No que toca a livros técnicos ou de apoio técnico torço o nariz a publicações portuguesas. Esta xenofobia vem dos tempos de faculdade, em que dois ou três dos professores mais influentes em mim subiam paredes com os disparates escritos  por portugueses. Na Biotecnologia, de onde sou originário, haveria dois ou três titulos em português e mesmo esses somente úteis para as questões fundamentais.

Contudo, no vinho, cedo comecei a perceber que mesmo os melhores títulos internacionais careciam de conclusões baseadas em trabalhos locais. Para mais, o livro mais utilizado como auxiliar do dia-a-dia, o mítico Peynaud, é, desculpem a franqueza, pouco mais do que uma merda. Ou na língua original, une merde! (faltam-lhe simplesmente os porquês)!
Foi o livro, O vinho da Uva à Garrafa, de António Dias Cardoso quem me fez olhar com outros olhos para as publicações portuguesas. Depois, o grandioso livro de Nuno Magalhães e agora, um outro que já conhecia, mas que a preparação de uma acção de formação me tem levado a esgravatar um pouco mais fundo. Controlo de Qualidade dos Vinhos de Curvelo – Garcia.
A fama deste livro precede-o. Não há laboratório afecto ao vinho que não tenha um exemplar e em boa hora lá está, pois auxilia analista e enólogo de uma forma, diria, bastante completa.
Não é fundamental para a biblioteca do enófilo, mas é recomendável para todos aqueles que querem entender um pouco melhor esta coisa mais química da bebida divina.
Obrigatório a todo o eno que queira ficar mais chato.
Com tudo isto me penitencio e uma nova vida começo, livre do pecado da prepotência e da inferioridade tecnicoliterária lusa.
Que estes exemplos sirvam de inspiração aos grandes senhores do vinho. Que os empurrem para os computadores. Que os motivem a repassar os conhecimentos escondidos em tantos cadernos de nota.

P.S.:Para espanto dos menos á frente, o autor tem um blog.

5 comentários:

Elias Macovela disse...

Hugo,

Obrigado pela dica,vou procurar comprar os títulos que referes.

Abraços,
Elias

Hugo Mendes disse...

Obrigado pelo comentário Elias. devo dizer-te que são livros com um caris muito técnico. este ultimo, penso quie só o conseguirás encontrar na sede do IVV, na Mouzinho da Silveira em Lisboa.

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Curvelo-Garcia disse...

Caro amigo
Obrigado pelas suas referências
A.S. Curvelo-Garcia

Hugo Mendes disse...

Somos todos nós quem tem de lhe agradecer pelo seu precioso trabalho.
MUITO OBRIGADO!
Abraço
Hugo Mendes