6 de março de 2012

Sentimentalismos na tiragem


Se há alturas do ano que me deixam feliz é esta em que andamos a inocular bases espumantes, a fazer tiragens e a sonhar com os futuros espumantes que ajudaremos o tempo a fazer.
Sou um fã incondicional da azáfama, do estudo, da releitura de notas, dos novos apontamentos e da revisão de relatórios de vinificações passadas.
Sinto-me como um artista que estreia uma nova peça. Esta adrenalina, esta emoção, este medo, são o mais parecido que conheço com as tais borboletas na barriga. Sinto  a emoção do desassossego.
Gosto particularmente deste clima de novidade. Sinto-me novamente estagiário a agir com toda a precaução para minimizar o erro.
Toda esta vibração me revigora o espírito e renova as forças. Nesta altura em especial, volto a apaixonar-me pela enologia.
Muito obrigado por irem permanecendo por ai!
Abraço
HM

Sem comentários: