11 de abril de 2012

Alimentária – Barcelona – 2012



Quando paro e olho para trás, quando critico todas as situações em que, por parvoeira me envolvo, não deixo de soltar um esgar de dor, daqueles que lançamos quando percebemos que passámos perto do precipício e nem o vimos. Não caímos por pouco.
Digo isto apenas porque esta minha ida à feira teve fortes probabilidades de ser cancelada à última hora porque não tomei a s devidas precauções.
Comecei por não conseguir renovar o B.I. atempadamente, coisa que resolvi fazer a menos de uma semana do fim da validade. Depois, imprimi as cartas de embarque horas antes do voo e só aí percebi que não tinha cartas de embarque, mas sim…. uma carta de embarque… a de ida.
Bom, peripécias à parte, a coisa acabou por correr pelo melhor e nem a greve geral que “se fez sentir em Espanha” no regresso me atormentou, pois o meu voo passo incólume no meio dos cancelamentos. Trapalhão… mas com alguma sorte!
Sobre a feira, não trago muito para dizer. Gigantesca, um pavilhão (em sete) dedicado às bebidas. Desse, 2/3 dedicado ao vinho. Nos vinhos, acredito que estivessem mais mas, nas voltas que dei… só vi Espanha, a nossa (do Lusitano + produtores por eles representados) e uma outra ilha de Portugal.
Na comitiva onde me integrei dizia-se que a feira seria muito boa para países do sul, em especial a América latina. Talvez…. Vi também gentes de outros países, principalmente das economias emergentes. Pouca gente do centro Europeu (a confirmar-se isso, a feira torna-se muito apetecível, eu sei!), para não dizer nenhuma.

Quem pensar em ir lá, na próxima edição, daqui a dois anos, lembre-se de a tratar como uma feira importante e faça o trabalho de casa.Talvez a coisa corra bem!
Do ponto de vista humano, estas são sempre experiências muito interessantes. Sinto-me um privilegiado por poder partilhar estes momentos com gente tão experiente e tão conhecedora do meio. Volto sempre muito mais rico, mais competente e um pouco mais preparado.










Sem comentários: