12 de março de 2014

Um sonho...

Querido diário:

Lembras-te da preparação daquele exame de álgebra em que não consegui resolver uma porra de um determinante, embora tivesse tentado 16 vezes seguidas? 
Lembras-te do que aconteceu depois? 
Fui-me deitar e durante a noite sonhei com a resolução?
Lembras-te da certeza com que me levantei da cama e fui ao papel colocar os números e os símbolos na ordem certa?

Pois bem. Esta noite voltei a ter essa sensação.
Sonhei, imagina tu, que finalmente estava a fazer o meu vinho. Que finalmente me decidi pela ideia agregadora, pelo conceito que quero explorar e... quase que tenho a ideia de perfil que pretendo perseguir!
A certeza é tão grande que mesmo acordado, não tenho como duvidar que o caminho vai ser trilhado e que as escolhas estão feitas.
Resta-me tratar dos pormenores e preparar tudo para a sua produção.
Simples não é?

Vai ser apenas e só o meu exercício de total liberdade criativa, bem como, o teste de todas as "posições" que tenho andado para aqui a defender ao longo destes anos.
Estás tão empolgado quanto eu?

Foto usada a partir daqui


O exame de álgebra? 
Como sabes, tive uma nota baixa e fui à oral. Errei o determinante que a "prof." me meteu para resolver. Fui o único a chumbar na oral (os outros resolveram sistemas, eu não pude porque fui o único a acertar o do exame) e só consegui livrar-me da cadeira na 2ª época... com um brilhante 10.

Sem comentários: