30 de junho de 2014

Inspira Portugal - Vinhos Brancos Crescidos - (Agradecimentos)


Antes de entrar em conclusões mais profundas sobre os vinhos provados nas master class (falarei apenas desses e noutro post). Não posso deixar de, nesta fase fazer o devido agradecimento a todos os que se envolveram nesta aventura. 

Começo por todos os enófilos que aderiram - devo dizer com muito orgulho- desde a primeira hora. De inicio temi que provar vinhos crescidos fosse um risco que muitos não estaria dispostos a correr. A verdade é que as 25 vagas ficaram preenchidas em menos de 9 horas. Prova que existe, ou começa a existir curiosidade (isto para manter as expectativas baixas) por vinhos que não se esgotem nos 12 meses imediatamente após a colheita. Só por isso já valeu a pena.

Tenho ainda um dívida de gratidão para com o Prof. Virgílio Loureiro que prontamente acedeu a comandar a prova. Foi sem dúvida decisivo para que tudo corresse com o sucesso que obtivemos. A sua cultura vínica, a sua eloquência e o seu discurso apaixonada cativaram, sem dúvida, uma boa mão de indecisos que até aqui desconfiariam destes vinhos.

Aos produtores, enólogos e amigos que acederam "assaltar" o espólio das suas adegas de forma a que pudéssemos ter material sobre o qual trabalhar, o meu muito obrigado (serão alvo de um post à parte).

Agradeço ainda à Quinta das Carrafouchas, na  sua alma vínica, António Maria que, não só cedeu e preparou os dois espaços que utilizámos como ainda coordenou toda a logística inerente ao bom desenrolar do evento. O carisma crescente que vêm granjeando junto dos enófilos que vos rodeiam, só se justifica, nesse vossa profunda paixão por receber todos como se amigos da casa se tratassem, bastando a quem entra, referir que ama o vinho. São, deveras inspiradores.

Não menos importante, o apoio de quem nos forneceu o repasto. Solar dos Pintor, na pessoa do Sr Luís e às mãos mágicas da Dona Áurea.

Um especial obrigado ao meu amigo Joaquim Delgado, eterno voluntário para ajudar nos eventos, mesmo não fazendo ideia do que é e como se serve vinho, mesmo sabendo que os seus temas de discussão não passam pelos pormenores idiossincráticos do vinho. Mesmo sabendo que as suas bebidas de eleição são o Gim e a Cerveja, está lá e supera o que lhe é pedido. 
Obrigado pá!