12 de outubro de 2014

Retomando o diário



Bom, agora que os vinhos foram todos prensados e apenas tenho uns brancos em fim de fermentação, é hora de voltar aqui. Relatar o que pode ser relatado (nada de ilegalidades, apenas o sigilo que devo aos produtores). Lá mais para a frente, farei o meu resumo do ano, tanto ao nível das maturações como das fermentações dos vinhos.

Por agora, quero apenas relatar que, para além dos vinhos da Quinta da Murta, do Quinta das Carrafouchas, de uma possível reedição do Vale das Areias Espumante, avancei para a realização de alguns vinhos meus. Pouca quantidade, mas toda a liberdade criativa que só a sanidade das uvas e as limitações de equipamento estão autorizadas a limitar.

Não quero deixar aqui mais do que a nota, pois criaremos uma estrutura de comunicação onde, daremos conta de tudo o que envolverá os nossos vinhos.
Falei no plural? Sim. Estou nisto com o meu amigo Ricardo Ramos que, desde a primeira hora se mostrou empenhado em fazer parte desta aventura. Chamamos-lhe Wine Cult e por agora, até à colocação no ar do nosso blog ou site, poderão seguir-nos no facebook, através da Hash Tag #winecult.

Por agora estou muito entusiasmando com os resultados (darei conta deles um a um). Pena as chuvas que, tenho certeza, não tivessem vindo tão cedo, tinham permitido o melhor ano para  Lisboa... desde que que trabalho na região(2005)!

Sem comentários: