16 de novembro de 2014

Diário - #winecult, um passo de gigante


Querido diário,

Hoje demos um passo grande. O nosso primeiro projecto de tinto passou para as barricas.
Para além das escolhas e dos seus porquês, que guardarei para o local próprio, importa referir porque é este momento mais importante do que uma simples trasfega, uma simples mudança de tercios.

Transferir um vinho tinto para uma barrica é um passo de assumpção. É um passo de compromisso. È uma aposta num futuro que desconhecemos mas que arriscamos adivinhar. Em produções de garagem como a nossa, joga-se o tudo ou nada. Umas vezes ganha-se, outras perde-se.
Não quero dramatizar em demasia um passo simples, mas este revestiu-se de significado.

Até para mim que tenho alguma experiência, devo confessar que foi um ano estranho, confuso, cheio de falsos sinais. Durante a fermentação, cada dia tínhamos um vinho novo na cuba, uns dias saia da adega feliz, outros tristes, sempre com imensas duvidas. Sempre a fazer contas de cabeça.
Hoje, senti que até à primeira gota de vinho entrar na barrica, o Ricardo estava com a mesma tenção e as mesmas duvidas que eu. Provámos repetidamente o vinho à procura de um vislumbre do futuro. 
Já íamos a meio da primeira barrica quando o Ricardo olhou para mim, ergueu o copo e disse: 

"ei... isto vai ser um grande vinho!"

Rimos os dois e nesse momento, as duvidas foram-se. 

Não é verdade que um vinho tem de se mostra aos seus criadores logo no inicio da vida. Não é verdade que os sinais iniciais venham a corresponder obrigatoriamente ao resultado final. Não é verdade que num vinho feito fora de controlo industrial as certezas abundem.

Independentemente disso, as barricas estão agora cheias, os batoques selados, a casa arrumada. Está nas mãos dos Deuses!

Este vinho está a ser feito para quebrar regras, para provocar, talvez também para inovar. Quando se contraria muito do que nos é implantado durante anos e anos de pratica, surgem duvidas, receios, ressalvas, ses...

Mas sabe (so focking) bem!






4 comentários:

Elias Macovela disse...

Hugo e Ricardo, é bom sentir o vosso entusiasmo e energia. Força! Quando precisarem de uma cobaia para provar o vinho é só chamar,ok?
Abraços
Elias Macovela

Hugo Mendes disse...

Elias, sei que és um grande apoiante da causa!
Estarás na linha da frente sem duvida quando precisarmos de "ratos" de prova! ;)
Obrigado pelo apoio!

sommplanet disse...

"Amar lo que hacemos, es la mejor manera de comunicar". Estoy seguro de que tu vino nos va a hablar y a veces hasta susurrar durante años.
Un saludo.

Hugo Mendes disse...

Obrigado pelo apoio!
Esperamos corresponder a todas essas boas expectativas que vos estamos a criar!
Um brinde!