3 de janeiro de 2017

Lisboa branco by me - A Vindima


Lançar um projecto, realizar um sonho, apostar no risco, chama-lhe o que quiseres, sabe sempre melhor quando é acompanhada por pessoas que te fazem bem ao coração.

A ideia persegue-me há anos, iniciar uma linha de vinhos, meus, mesmo meus, onde, numa escala sempre pequena me dou o direito de expressar as regiões tal como as vejo. Apostar nas castas mal amadas e pegar nas D.O. com que ninguém sonha. Foi isso que me fez enólogo, o desafio imensamente maior de fazer surgir vinhos marcantes mas nas regiões sem créditos de estrela. Se fosse mais versado em futebol diria que não tenho vocação para ponta de lança, mas sim para o gajo que constrói o jogo... é o 10, certo? O Pablo Aimar! Isso é que me desafia.

Na preparação da vindima 2016 a família empurrou-me para a frente, fez cara feia e apontou o dedo à vinha. "vais e vais mesmo fazer esse vinho já!". E eu, bem mandado que sou... fui!

Então, numa demonstração incondicional de confiança e carinho, os amigos que puderam chegaram-se à frente e disseram: "Vais, mas não vais sozinho!". E não fui! 
Com o coração a rebentar de alegria, orgulho e gratidão fiz a vindima mais emotiva da minha vida, ao lado de muitas das pessoas que mais gosto neste mundo. 
Tenho dito a brincar que é o vinho com mais enólogos por metro quadrado que conheço. Se isto não sai bem...

Olha lá para as fotos, diz lá se a única coisa que pode sair daqui não é um vinho maravilhoso?
Não estão aqui todos os que torcem pelo bem deste projecto. Nem os presentes consegui retratar na totalidade. Mas eles sabem re sei que estão comigo e que lhes sou grato!






















Fotos By: Ricardo Ramos

2 comentários:

Ricardo Freire disse...

Votos de muito sucesso para este projeto.
Fico à espera de provar os vinhos.

Hugo Mendes disse...

Obrigado Ricardo.
A seu tempo os provarás! Abraço!