3 de julho de 2012

As escolhas de... Rui Falcão


Foto copiada do perfil de facebook de Rui Falcão


Como disse há atrasado, a cadência é a dos apetites. A ordem será… ainda vou descobrir uma!

Para as escolhas de hoje, como já viram pela foto (que vocês não são parvos e o homem é conhecido), Rui Falcão. Crítico e Wine Writer profissional (esta do profissional fui busca-la aqui. Achei a ideia gira. Não é?). È nesta condição que mais aprecio o seu trabalho. Já não é a primeira vez que o digo, mas o Rui é a pessoa que melhor escreve sobre o mundo do vinho em Português (em minha opinião, claro!). Uma mistura de André Simon com JayMcLnerney,…. Por aí!
Porque espero que ele leia, pelo menos este post, deixo o desafio, de forma pública (o que até faz sentido neste contexto):
E que tal um livros de crónicas (isto para não pedir mais) sobre essas incursões hedonísticas no mundo do vinho? È pedir muito?

Mas pronto, vamos lá às sugestões. O Rui quis justificar algumas das suas escolhas. Como acho que são pertinentes, limito-me a transcreve-las:

Um livro para férias?
“Vou sugerir dois porque um livro não seria suficiente para uns dias de descanso. Primeiro “Red White and Drunk All Over” da canadiana Natalie MacLean, um dos livros de vinhos mais bens escritos que li. Segundo um livro aparentemente árido pelo tema tão maçudo, vedantes de vinho, mas que se lê num instante por estar tão bem escrito e por as histórias contadas serem tão surpreendentes. O livro chama-se “To Cork or Not To Cork de George Taber.”

5 livros, “obrigatórios” na estante de um enófilo?
“Como sempre não é fácil escolher apenas cinco, seja do que for. No caso dos livros será ainda mais difícil … mas aqui vai uma sugestão.”


5 viagens que o enófilo “tem de fazer”?
“Nenhuma delas é “obrigatória”, mas todas elas são elucidativas de uma forma diferente de fazer vinho, além de estarem em paisagens de sonho e terem propostas gastronómicas muito interessantes (com excepção do Douro).”

Douro
Mosel
Bordéus
Toscânia (Chianti, Montalcino e Montepulciano)
África do Sul (Stellenbosch, Paarl e Franschoek)

E pronto…. Deliciemo-nos com mais estas sugestões… sonhemos com mais estas viagens!

Sem comentários: