13 de fevereiro de 2013

O que faz com que um vinho seja diferente de outro?



A pergunta não é minha. É de Hugh Johnson, no seu liliputiano, mas enorme, livro "Como apreciar vinhos".
Depois de explicar que os vinhos são diferentes uns dos outros, define-os até como "infinito[s] na sua variedade", o autor arruma, por ordem crescente de importância, os factores que influenciam as maiores diferenças entre vinhos. Cito:


"(1) As intenções e a habilidade do enólogo.
(2) A casta.
(3) O clima.
(4) As condições atmosféricas.
(5) As características do solo.
(6) Se é um vinho jovem ou velho."

Tenho pensado alguma coisa sobre isto. Tendo em conta que temos de olhar para isto de forma global, não nos sendo permitido particularizar, sou levado a concordar com ele, se e só se (condição matemática) me for possível  n"as intenções ... do enólogo", arrumar também as do produtor quando os dois não são a mesma pessoa.
E vocês? O que pensam disto?

2 comentários: